STF CONTRA O BRASIL – Edison Farah

Aos cidadãos de bem que teimam em pensar o Brasil, é importante que se conscientizem de que não há qualquer possibilidade de reconstruirmos este pais, com esse STF. E com essa Constituição que garante a prevalência de um poder que está aparelhado, por um lado, pelo capitalismo predatório das grandes corporações multinacionais, e por outro, por despachantes de um sistema político partidário cleptocrata que domina o Congresso Nacional e todo o sistema eleitoral nesta democracia falsa e circense que temos. E que também aparelhou o estamento público, mormente as instituições que deveriam zelar pela efetiva garantia da coisa pública, e defesa de uma cidadania saudável. A cada dia, com as decisões supremas e definitivas deste STF, nos quedamos perplexos com a desfaçatez das mais altas autoridades desta terra agindo para a destruição desta terra. Como podem, seja nas questões da economia, seja nas questões do dia a dia que envolvem a cidadania, a segurança pública, o combate ao crime sob suas diversas facetas, e seja, principalmente, nas questões tributárias, as decisões serem sempre nos sentido de prevalecer a continuidade, ou criação de novas benesses aos fora da lei, criminosos de todos os naipes, e, no caso da economia, garantindo sempre ao sistema financeiro,-bancos-, que proxenetiza a produção e o povo, uma fortaleza inexpugnável contra toda a nação, além da mantença das centenas de regras tributárias de um sistema tributário regressivo e concentrador de renda??? Nada é mais absurdo, e fake, para usar palavra da moda, que o Sistema Tributário Nacional, adrede estruturado para eternizar a concentração da renda, ao invés de possibilitar a sua redistribuição, como deve ser numa verdadeira república. Tivéssemos um Sistema Tributário sério, justo, e em um lustro o Brasil passaria ao primeiro mundo, tamanha a nossa capacidade de geração de riqueza, não permanecesse ela toda concentrada como é. Esta decisão sobre a Zona Franca de Manaus mais uma vez desnuda a quem serve o STF. Confiram!

 

http://www.ambientelegal.com.br/edison-farah-eu-brasileiro-indignado/